COPACESP coleta amostra de Cachaça em Cerquilho

Destilaria-David-MódoloUm dos principais pontos dos controles e desenvolvimentos que a COPACESP possui é uma equipe técnica experiente que acompanha o processo fermentativo e destilação no dia a dia com coleta de amostras de cachaça, corrigindo quando necessário para uma estocagem dentro dos padrões de qualidade (MAPA), conta com profissionais da área da química, biológicas e engenharia química que estão em constante processo de atualização.

A COPACESP possui laboratório totalmente equipado com, os melhores equipamentos do mercado, além das análises físico-químicas é possível realizar analises cromatográfica (determinação dos componentes da cachaça) e análises cromatográfica acoplada à um espectrômetro de massas (GC/MS). (Carbamato de Etila).

Na última semana do mês de outubro / 2013, a equipe de laboratório da COPACESP foi até o município de Cerquilho atender ao cooperado David Módolo Ltda, colheu amostra da cachaça produzida na indústria.

“É de extrema importância à realização das análises, pois, consegue se chegar aos problemas que afetam o produto (cachaça). Sendo assim, chega ao bom resultado para que o produto seja aceito pelas engarrafadoras”, explicam os técnicos da COPACESP.

Com essas análises colhidas, os profissionais desta equipe irão verificar se o mesmo está dentro do padrão de qualidade permitido.

“Garantir o produto em termos de qualidade é imprescindível – pois o acompanhamento do processo garante o melhor resultado, atingindo a qualidade MAPA.   O Cooperado David Modolo Ltda sempre realiza este tipo de trabalho em análises ”, diz um dos integrantes do laboratório COPACESP.

Portanto, o papel desta equipe de laboratório COPACESP é um  rigoroso e reconhecido controle de qualidade, que atua em toda a cadeia do processo: desde a matéria-prima, o acompanhamento dos produtos durante o processo, até o produto acabado ser direcionado aos engarrafadores de Cachaça.

De acordo com o sócio da David Módolo Ltda, José Manuel Vila Iglesias, a empresa está cooperada a COPACESP desde quando foi fundada em Piracicaba.

Em relação aos serviços prestados pela COPACESP, principalmente, na área que envolve análises de laboratório – José Manuel disse que é para avaliação das  amostras enviadas.

 

“Como em qualquer produto, a empresa muito importante utilizar da mão de obra especializada David Módolo Ltda, precisa garantir a qualidade e para isso precisa medir e acompanhar todo o seu processo de produção. Até mesmo porque para tomar ações de decisão visando à melhoria, é importante fazer análises.

O sócio Manuel comenta que o ideal seria a empresa ter um laboratório mais complexo, mas de acordo com o porte da empresa, que ainda é pequeno, a Copacesp supre esta necessidade.

“Por isso,  é vantagioso estar na COPACESP – unindo as forças dos cooperados é possível contar com prestações de serviços em análises mais complexas. Isto é imprescindível para o controle de qualidade”, aponta José Manuel.

Para quem pensa em permanecer ou iniciar neste mercado de cachaça – Manuel dá algumas dicas que necessitam ser estabelecidas:

“Assim como se diz, que tudo que passa pela boca é alimento, seja comida ou bebida, o produto exige qualidade. A empresa que pretende fornecer cachaça para o mundo, precisa estar dentro dos padrões exigidos tanto no Brasil como no exterior. O segredo é medir e garantir o produto. As análises laboratoriais ajudam a estabelecer o processo de controle de qualidade da cachaça no Brasil.

cerquilho

 

COPACESP A MELHOR OPÇÃO EM CACHAÇA!

Veja entrevista exclusiva com Antonio Baldinotti, diretor de qualidade COPACESP.

Ele relata detalhes sobre as vantagens de ser cooperado nesta instituição reconhecida pelo MAPA e IBRAC.

A COPACESP melhora em torno de 50% os seus negócios e garante qualidade em Cachaça no Brasil.

Portal: O que os produtores que fornecem cachaça precisam ficar mais atentos em relação à produção?

Antonio Baldinotti: Para fornecer cachaça de qualidade o produtor precisa ficar atento a cana, adubação que vai para a moenda (não pode ser cana acima de 48 horas de queima , corte, transporte na embebeção moendas (agua de ser potável de boa qualidade. Se for de rio, lago, lagoa deve passar por um processo de tratamento (ETA). Antes de ir para embebeção – A fermentação deve ser utilizada o que for recomendado pelos técnicos COPACESP.

Portal: É vantagioso, ser um cooperado?

Antonio Baldinotti: Sim é vantagioso, pois além de ter um acompanhamento técnico na produção com analises diárias e saber o que está sendo produzido. Temos também, um fator muito importante que é a comercialização da cachaça produzida. A COPACESP é responsável totalmente pelo repasse da cachaça para os compradores, isto é os engarrafadores com uma maior responsabilidade de principalmente pelo fator econômico. Além do mais é vantagioso ser um cooperado ainda na parte técnica – na engrenagem, moendas, desenhos necessários para montagem e manutenção das industrias aguardenteiras.

Temos também a parte de técnico em segurança do trabalho que faz parte do pacote oferecido para o cooperado.

Portal COPACESP: Quais os perigos que um fornecedor de cachaça corre caso não se interessar em ser um cooperado?

Antonio Baldinotti: O risco maior está na comercialização, pois corre o risco de vender para companhias não cadastradas tendo problemas de recebimento. Fazer um produto muito vago, sem acompanhamento técnico como analises para saber o que está produzindo fora dos padrões de qualidade (MAPA)

PORTAL : Quem ainda não se tornou um cooperado está perdendo em que – isso pode gerar prejuízos nos negócios?

Antonio Baldinotti: Quem não se tornou cooperado, tendo a COPACESP, talvez esteja pensando em se cooperar, pois as vantagens são muitas como mostramos neste Portal. E quem não é cooperado precisa se interessar. A COPACESP quer moralizar o marcado de Cachaça quanto ao preço para que o mercado comprador ter um preço unificado. Como a COPACESP vem fazendo nos últimos 10 anos. Pois quem colocou os preços atuais, foi uma reunião entre a COPACESP e os Engarrafadores – Onde vem praticando os preços baseado no etanol. Hoje basta consultar o site: CEPEA/ESALQ).

Portal: O Laboratório COPACESP é especializado em termos de estrutura?

Antonio Baldinotti: O Laboratorio COPACESP foi montado para que sejam utilizadas todas as analises que são necessárias para detectar problemas rotativos na cachaça.

Para o acompanhamento da qualidade a COPACESP conta com um laboratório equipado com Cromatógrafo convencional com detector FID, Cromatógrafo gasoso acoplado a um espectometro de massas para análise do Carbamato de Etila, absorção atômica para analises de cobre, chumbo e ferro. Densímetro digital para analises de grau e densidade, phmetro, condutivímetros, turbidímetros, evaporador rotativo para concentrar amostras e destilação fracionada para analises de açúcar e outros que compõem a montagem de um laboratório, mais moderno e atualizado para as analises e o acompanhamento físico – químicos e organolépticos da cachaça produzidos nas indústrias aguardenteiras.

Check Also

Seminário de Bioeletricidade 2017

Potencial da bioeletricidade será discutido na Fenasucro & Agrocana

Potencial da bioeletricidade será discutido na Fenasucro & Agrocana Nos últimos anos, a bioeletricidade vem ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *