IAC realiza oficinas de produção de cachaça artesanal, açúcar mascavo, melado e rapadura na Agrishow 2018

Visitantes da Agrishow 2018 terão a oportunidade de participar de oficinas de produção de cachaça artesanal, açúcar mascavo, melado e rapadura, além de degustação de garapa. As atividades serão realizadas pelo Instituto Agronômico (IAC), por meio da Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú. As oficinas serão realizadas no dia 30 de abril e de 1 a 4 de maio de 2018, em horários diversos, sempre no estande da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (confira programação completa abaixo). O objetivo é mostrar alternativas de processamento da cana-de-açúcar que agregam valor aos produtos. Não é necessária inscrição prévia, basta comparecer para participar. As oficinas, com cerca de duas horas de duração, serão demonstrativas, com exposição de todas as etapas dos processos que envolvem a elaboração desses produtos.

“Vamos mostrar 5 os equipamentos em funcionamento, no mini engenho é possível ver desde o preparo do caldo da cana até sair a cachaça”, diz Gabriela Aferri, pesquisadora do IAC. Esses conhecimentos abrem aos produtores a possibilidade de se interessarem em ter um produto processado dentro da sua propriedade para vender ou consumir. “É uma outra forma de a Secretaria de Agricultura apoiar os produtores em suas atividades”, diz Gabriela, que acredita na contribuição para a permanência das famílias no campo. Para o canavicultor, a produção de cachaça artesanal, açúcar mascavo, melado e rapadura pode abrir uma nova frente de renda na propriedade rural. O retorno obtido com esses produtos é maior, já que o processamento agrega valor maior do que a venda da cana-de-açúcar.

Segundo a pesquisadora, não é possível estimar o índice dessa agregação, por conta das variações do preço da cana. “O retorno também depende da condição do canavicultor e como ele tem negociado sua produção; mas com certeza agrega valor”, completa. As informações transferidas nos treinamentos realizados pela Unidade do IAC em Jaú envolvem conhecimento de equipamentos, qualidade da matéria-prima, higienização do ambiente e o próprio processo da produção, que no caso da cachaça passa por filtração, diluição, tratamento térmico, fermentação e destilação. O público tem acesso também a informações sobre aspectos sensoriais da cachaça artesanal, que envolvem aromas, sensações, sabores e visual.

Esse conjunto compõe um produto de boa qualidade. Durantes as oficinas realizadas na Agrishow será possível ter uma ideia de como são esses treinamentos e se programar para obter mais informações para se aprofundar no assunto. Sobre a escolha de variedades de cana para elaborar esses produtos, Gabriela afirma que as melhores são as que têm maior teor de sacarose. A variedade IACSP97-4039 e a IACSP01-3127 são indicadas para fazer garapa. Para a produção de cachaça, todas as variedades IAC são boas. “No açúcar mascavo é possível ver a diferença das cultivares pela cor do produto”, diz. A pesquisadora comenta que a sacarose terá sua melhor expressão se a variedade for cultivada em ambiente ideal para ela. Com relação à infraestrutura, a produção de cachaça requer alambique, moenda, fonte de calor, sala de descanso e alguns equipamentos. Para elaborar açúcar mascavo, melado e rapadura a estrutura é mais simples: basta um galpão, uma fonte de calor, que pode ser fogo ou vapor, a moenda e o tacho.

Ao terem contato com as atividades nas oficinas, os participantes poderão se interessar e participar dos cursos realizados pela Unidade, estes sim com maior duração, complexidade e oportunidade de manusear os equipamentos. Os próximos cursos serão em Ribeirão Preto, no Centro de Cana do IAC: o 5º Treinamento Prático sobre Produção de Cachaça Artesanal, no dia 6 de junho próximo, e o II Treinamento Prático sobre Produção de Melado, Rapadura e Açúcar Mascavo, no dia 7 de junho. Em setembro, nos dias 5 e 6, será realizado o II Concurso Cachaça com Ciência do Estado de São Paulo, na Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú-IAC. Podem participar produtores de cachaça artesanal de todo o Brasil.
O envio das amostras para análises deve ser feito até o dia 10 de agosto de 2018.

Programação de oficinas na Agrishow 2018
30/04/2018
10 h – Oficina de Produção de Cachaça Artesanal
15 h – Degustação de Garapa
01/05/2018
9 h – Oficina de Produção de Açúcar Mascavo
14 h – Oficina de Produção de Cachaça Artesanal
02/05/2018
9 h – Oficina de Produção de Cachaça Artesanal 6
14 h – Oficina de Produção de Açúcar Mascavo
15 h – Degustação de Garapa
03/05/2018 9 h – Oficina de Produção de Melado e Rapadura
14 h – Oficina de Produção de Cachaça Artesanal
04/08/2018
9 h – Degustação de Garapa Local: Estande da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo na Agrishow – Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.
Rodovia Prefeito Antônio Duarte Nogueira, km 321, Ribeirão Preto, SP

Check Also

vencedores

Brasil terá 2a Edição do Concurso Nacional de Rabo de Galo

    São Paulo recebe II Concurso Nacional de Rabo de Galo com entrada e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *