Rabo de Galo – O drink brasileiro que promete impulsionar a Cachaça no mercado internacional

 

 

logo-rabo-de-galo

 

 

Rabo de Galo – O drink brasileiro que promete impulsionar a Cachaça no mercado internacional

 

 

drink
   Drink Rabo de Galo em releitura feita por Francisco Guerreiro

 

 

Especialistas brasileiros estão pleiteando a inclusão do cocktail na lista da IBA – International Bartenders Association -, na qual todos os bartenders do mundo terão que conhecer e saber fazer a bebida à base de Cachaça

 

Um dos drinks mais famosos do mundo, sem dúvida, é a Caipirinha, o que para os brasileiros é um verdadeiro orgulho nacional. O Brasil, com seus mais de oito milhões de quilômetros quadrados de extensão, sendo o quinto maior país do mundo, reserva em suas terras fartas cultura de sobra para encantar aqueles que se interessarem em conhecê-la.

 

Há uma incrível diversidade para agradar todos os gostos. A Caipirinha é prova disso. Com seus 100 anos de história e já degustada por milhares de pessoas, atualmente compõe as melhores cartas de restaurantes renomados e sua receita tradicional está cravada na mente dos mais importantes bartenders.

 

Agora chegou a vez de o Brasil revelar para o mundo mais uma explosão de sabor e tradição com o drink à base de Cachaça mais consumido no país, o Rabo de Galo. Para se ter uma idéia do consumo, dos 1,3 bilhão de litros de Cachaças consumidos nos estados brasileiros, cerca de 70% é de Rabo de Galo.

 

Um movimento idealizado por Derivan Ferreira de Souza, conhecido como Mestre Derivan, uma das maiores referências em mixologia no país, e o renomado bartender Daniel Júlio, visa levar o Rabo de Galo a alçar vôos antes inimagináveis.

 

O objetivo é que este drink seja o segundo cocktail brasileiro à base de Cachaça a ser inserido na lista da IBAInternational Bartenders Association. Essa seleta lista conta com quase 100 drinks considerados os clássicos do mundo e tem como base diversos destilados. Todo barman precisa conhecer e saber fazer estes cocktails.

 

O Brasil já consta nesta listagem com a Caipirinha, que é um drink muito apreciado e conhecido no mundo, sendo a responsável pela disseminação do consumo de Cachaça no mercado internacional.

 

“Queremos aumentar a presença brasileira nesta carta da IBA. Esta inclusão será uma nova jornada e um grande passo para a nossa coquetelaria e também para a Cachaça”, explica Daniel Júlio.

 

Visando atrair os holofotes para que o Rabo de Galo seja enxergado pela International Bartenders Association como um drink com extremo potencial para integrar a lista da instituição, o que irá impulsionar a utilização da Cachaça na coquetelaria mundial, o Mestre Derivan, juntamente com Daniel Júlio, idealizou o Concurso Nacional de Rabo de Galo, o qual está em 2018 em sua segunda edição.

 

Neste ano, o evento acontecerá em 3 de dezembro, das 13h às 20h, no Leques Brasil Hotel Escola, na Rua São Joaquim, 216, na Liberdade, em São Paulo. Para mais informações, acesse: www.instagram.com/rabodegalo.oficialbrasil/.

 

O encontro reunirá bartenders e mixologistas de todo país que prepararão receitas inéditas da bebida e o público poderá degustar gratuitamente as Cachaças Pardin, Ypióca, Weber Haus, Sebastiana, Matriarca, Wiba!, Tiê e Espírito de Minas, além de produtos Stock expostos no local.

 

Em 2017, o evento atraiu centenas de pessoas interessadas em conhecer mais sobre a origem do drink e seus variados sabores, sendo um verdadeiro sucesso.

 

“Temos o propósito de promover a Cachaça e criar uma grande possibilidade de diversificação de seu uso em cocktails. Para isso, vamos reunir um grande número de bartenders para uma festa de criações diversas e receitas exclusivas do Rabo de Galo, despertando o interesse das pessoas, em relação ao sabor da bebida e sua história”, comenta o Mestre Derivan, um dos idealizadores do evento. 

 

O drink Rabo de Galo é um patrimônio cultural do Brasil com 64 anos de história. Sua propagação começou na cidade de São Paulo com a chegada de uma fábrica de bebidas nos anos 50. A indústria queria atender os anseios alcoólicos dos imigrantes italianos. No entanto, estes consumidores encantados pela Cachaça não bebiam mais o Vermute, mas apreciavam muito o “ouro líquido brasileiro”.

 

Assim, foi criada uma mistura dos dois, inclusive com copo exclusivo, que continha marcação das doses. Segundo relatos, o fundo do copo era mais grosso para aguentar a batida no balcão, na volta do gole. Inclusive, a bebida era para ser chamada de Cocktail, mas a idéia foi rapidamente descartada e substituída pela tradução da palavra em inglês Cocktail, que, em português, significa Rabo de Galo.

 

O Rabo de Galo, que inicialmente tinha em sua proporção original 2/3 de Cachaça para 1/3 de Vermute, nos dias de hoje não tem uma receita exata e nem há uma técnica fixa de preparo: as bebidas podem ser misturadas num mixing glass com gelo ou no próprio copo de servir. Com essas nuances de preparo se tornou o drink mais consumido pela boemia no país.

 

Conheça o perfil dos organizadores do Concurso Nacional do Rabo de Galo:

 

image012Mestre Derivan – Derivan Ferreira de Souza começou a estudar coquetelaria e bebidas alcoólicas aos 17 anos. Esteve à frente da direção da ABB – Associação Brasileira de Barmen – e dirigiu a IBA – Associação Internacional de Barmen – como vice presidente para América do Sul.

 

Trabalhou atrás do balcão de prestigiados bares que marcam a noite paulistana, como o San Francisco Bay, Bistrô, Tanoeiro Bar, Esch Café. Atualmente é consultor de vários bares de prestígio.

 

Conquistou vários prêmios ao longo de sua carreira, como “O Barman do Ano, pela revista Veja SP, e o Prêmio Gula. Publicou cinco livros, sendo o mais recente “A Coquetelaria ao Alcance de Todos”. É um dos organizadores do Concurso Nacional de Rabo de Galo e do Concurso de Caipirinha Paulista no Mercadão de São Paulo para comemorar o centenário da Caipirinha. Para mais informações, acesse: http://www.mestrederivan.com.br

 

 

image007Daniel Júlio – Renomado bartender. Estudou Mixologia Molecular, Mixologia Clássica e Mixologia Brasileira. Conhecedor de bebidas e de frutas usadas na preparação de coquetéis especiais.

 

Trabalhou como barman no Bar Número, nos Jardins, ao lado do Mestre Derivan, com Coquetelaria Clássica e Contemporânea. Atualmente está a frente como Chefe de Bar, do Aragon Restaurante, também localizado nos Jardins. É um dos organizadores do Concurso Nacional de Rabo de Galo e do Concurso de Caipirinha Paulista no Mercadão de São Paulo para comemorar o centenário da Caipirinha. Para mais informações, acesse: https://www.facebook.com/daniel.julio.503

 

 

 

 Serviço:

II Concurso Nacional do Rabo de Galo

Data: 3 de Dezembro de 2018

Horário: das 13h às 20h

Local: Leques Brasil Hotel Escola – R. São Joaquim , 216 – Liberdade

Entrada gratuita (proibido para menores de 18 anos)

Check Also

Festa de Confraternização da Copacesp foi realizada com sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *